- 83566 Visitas
ANFAPE
       
Home
---------------------------------------
Andamento da causa
---------------------------------------
Sala de Imprensa
---------------------------------------
Noticias
---------------------------------------
Recebe nossa Newsletter
  Nome:
 
  E-mail:
 
 
Associação Nacional dos Fabricantes de Autopeças tem como a missão incentivar o debate sobre a atuação das montadoras frente ao mercado de reposição gerando conhecimento e envolvimento de todos do segmento para a criação de propostas referencial nacional e internacional, tanto para os fabricantes como os distribuidores do mercado de reposição.
 
RIGHT TO REPAIR GARANTE A LIBERDADE DE ESCOLHA DOS CONSUMIDORES EUROPEUS NA HORA DO CONSERTO DO CARRO
Enquanto no Brasil a discussão sobre a propriedade intelectual e o direito das fabricantes independentes está movimentando o CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), nos mercados internacionais a questão já evoluiu a favor da livre concorrência, priorizando o direito de escolha do consumidor. A batalha entre fabricantes independentes de autopeças e as montadoras FIAT, FORD e VOLKSWAGEN pelo direito de design sobre as peças de reposição encontra-se solucionada em países como Itália, Hungria, Irlanda, Polônia, Espanha e Inglaterra. “O comércio saudável promove a estruturação econômica mantendo a concorrência. Dessa forma, é possível que o mercado se autorregule, já que o equilíbrio dos preços decorre da oferta e da procura”, diz Roberto Monteiro, diretor executivo da Anfape (Associação Nacional dos Fabricantes de Autopeças). O avanço internacional na questão tem grande influência do movimento mundial conhecido como "Right to Repair" (direito de consertar) no qual, apesar das particularidades e legislações de cada país, todos defendem o direito da livre escolha do consumidor. Graças ao movimento, a comunidade europeia conquistou direitos importantes como a utilização das peças similares na reposição (fabricadas por empresas idôneas que garantam a qualidade dos produtos assim como as originais) e a manutenção dos veículos em oficinas independentes, mesmo se o prazo de garantia oferecido pelo fabricante ainda estiver em vigor. A livre concorrência garante ao cliente escolher o melhor custo x benefício e avaliar todas as opções disponíveis. “As empresas que buscam o monopólio do setor querem garantir o domínio dos preços, deixando a população refém de suas práticas comerciais, muitas vezes abusivas. Outra questão importante é o desabastecimento, que no caso da limitação do mercado muitos carros podem ficar meses parados esperando a peça necessária”, conta Monteiro. No Brasil, as fabricantes independentes de autopeças estão em atuação há mais de 50 anos. São empresas idôneas que disponibilizam peças com marca própria e procedência confiável oferecendo aos consumidores itens de qualidade a um valor justo. O processo movido pela Anfape no CADE denuncia a conduta abusiva das montadoras FIAT, FORD e Volkswagen que querem impedir a produção e comercialização das peças similares para reposição. O processo está em julgamento, mas foi interrompido pelo pedido de vistas do conselheiro João Paulo Resende. A expectativa é de que seja retomado neste mês. Caso sejam condenadas, serão aplicadas multas às montadoras e os consumidores garantirão o “direito de consertar” com opções de peças similares ou originais na hora de fazer a manutenção dos veículos.
<< Voltar
  ©2009 - Anfape