- 77827 Visitas
ANFAPE
       
Home
---------------------------------------
Andamento da causa
---------------------------------------
Sala de Imprensa
---------------------------------------
Noticias
---------------------------------------
Recebe nossa Newsletter
  Nome:
 
  E-mail:
 
 
Associação Nacional dos Fabricantes de Autopeças tem como a missão incentivar o debate sobre a atuação das montadoras frente ao mercado de reposição gerando conhecimento e envolvimento de todos do segmento para a criação de propostas referencial nacional e internacional, tanto para os fabricantes como os distribuidores do mercado de reposição.
 
ANFAPE defende reparo de veículos com peças do mercado independente
DESABASTECIMENTO DE AUTOPEÇAS CONTINUA ALARMANTE NO PAÍS Os consumidores ainda enfrentam os problemas decorrentes da falta de peças de reposição no mercado brasileiro. Muitos aguardam grandes períodos o carro na oficina, ou concessionária, e a situação se mostra cada vez mais grave. A crise só não é pior por conta das independentes que ajudam a abastecer o setor. Mas, as montadoras Fiat, Ford e Volkswagen, continuam tentando impedir a atuação dessas empresas e visam acabar com as alternativas no momento de repor a peça avariada do veículo, inviabilizando a produção e comercialização de peças similares. É preciso que os consumidores tenham total conhecimento do que acontecerá caso essas montadoras conquistem o monopólio do mercado. O problema será agravado ainda mais se toda a cadeia de produção e comercialização de peças similares for eliminada, o que acabará com os fabricantes e com o mecânico de confiança. “Os consumidores terão, inevitavelmente, que recorrer às concessionárias e ficarão reféns de qualquer tipo de abuso, inclusive em relação aos valores praticados”, explica Roberto Monteiro, diretor executivo da ANFAPE – Associação Nacional dos Fabricantes de Autopeças. A dificuldade também afeta as seguradoras, pois caso o mercado de reposição de peças similares seja completamente eliminado para veículos Ford, Volks e Fiat, certamente o custo dos seguros destes automóveis seria em muito majorado. A verdade é que essas montadoras querem eliminar a concorrência no setor de reposição de autopeças visuais dos veículos, como para-choques, retrovisores, lanternas e capôs, que compõem o segmento de colisão, mas não conseguem abastecer o mercado de reposição. . Por isso, os consumidores devem observar a importância da atuação das independentes, pois são essas empresas que disponibilizam as peças que as montadoras não têm mais interesse em vender, como as de um veículo de cinco anos, por exemplo. Segundo Monteiro, é preciso avaliar custo e qualidade. “Obter informações com o mecânico de confiança para realizar a compra consciente da peça é o melhor caminho”. Os fabricantes independentes atuam no mercado há mais de 40 anos, possuem qualidade, marca própria e garantia o que é muito diferente da imagem que as montadoras tentam propagar sobre essas empresas. Sobre a Anfape – www.anfape.org.br A Anfape – Associação Nacional dos Fabricantes de Autopeças surgiu com o intuito de representar e fortalecer o setor de reposição independente de autopeças no Brasil. Desde a sua constituição, em 2007. A entidade tem buscado reverter às ações de algumas grandes montadoras de automóveis que se valem do expediente de registrar os componentes visuais de seus veículos (capôs, para-lamas, para-choques, faróis, retrovisores etc.) como desenhos industriais com o propósito de inibir a atuação dos independentes no segmento de reposição, o que se dá por meio da proibição da produção e da comercialização das peças. No início de 2007, a Anfape formulou uma representação junto ao Conselho Administrativo de Defesa da Concorrência – CADE denunciando a conduta das montadoras FIAT, FORD e Volkswagen. Tal iniciativa teve como objetivo assegurar às empresas do mercado independente de autopeças o direito de produzirem e comercializarem itens visuais dos veículos. A Associação considera que as montadoras utilizam seus registros de desenhos industriais de peças automotivas de forma abusiva, o que configura conduta contrária à ordem econômica brasileira. Siga a Anfape: https://twitter.com/#!/AnfapeBrasil http://www.facebook.com/home.php#!/pages/ANFAPE
<< Voltar
  ©2009 - Anfape