- 87651 Visitas
ANFAPE
       
Home
---------------------------------------
Andamento da causa
---------------------------------------
Sala de Imprensa
---------------------------------------
Noticias
---------------------------------------
Recebe nossa Newsletter
  Nome:
 
  E-mail:
 
 
Associação Nacional dos Fabricantes de Autopeças tem como a missão incentivar o debate sobre a atuação das montadoras frente ao mercado de reposição gerando conhecimento e envolvimento de todos do segmento para a criação de propostas referencial nacional e internacional, tanto para os fabricantes como os distribuidores do mercado de reposição.
 
Um novo caminho para o crescimento do mercado segurador brasileiro

Fazer com que os seguros automotivos sejam acessveis a uma parcela cada vez maior de proprietrios de veculos um dos desafios do setor no Brasil. Exemplos a serem seguidos so Estados Unidos e Europa, localidades nas quais o mercado segurador enxergou uma oportunidade que at ento no foi aproveitada por aqui.

Ao se calcular o prmio de um seguro automotivo, so considerados fatores como valor de mercado do veculo, ndice de roubo e furto, perfil do motorista principal e regio de circulao. H ainda, dentre outros, um quesito que o custo das peas de reposio.

J de conhecimento comum que as autopeas originais so mais caras do que as alternativas oferecidas pelo mercado independente de reposio. Tal diferena, no Brasil, pode chegar a mais de 1.000%, conforme apontou recente levantamento feito pela ANFAPE Associao Nacional dos Fabricantes de Autopeas.

Com a criao da CAPA (Certified Automotive Parts Association), em 1987, estabeleceu-se um marco no mercado de reposio de autopeas dos Estados Unidos. Foi graas chancela dessa entidade, encarregada de certificar a qualidade dos componentes alternativos, que as seguradoras americanas passaram a utilizar peas alternativas no reparo de carros sinistrados. Tal conduta tambm favoreceu o consumidor final, pois permitiu reduzir os custos de reparao sem afetar o valor do veculo.

No caso europeu, no s as seguradoras passaram a utilizar as peas oferecidas pelo mercado independente como tambm aderiram formalmente luta pela livre concorrncia. Prova disso que o CEA Comit Europen des Assurances, entidade que rene mais de 5 mil empresas de seguros da Europa, dentre elas AIG, Allianz, BBVA, Generali, HDI, HSBC, ING, Liberty, MAPFRE, Mitsui Sumitomo, Santander, Tokyo Marine, Zurich e UBS, hoje um dos membros da ECAR The European Campaign for the Freedom of the Automotive Parts and Repair Market, associao europia que representa o setor de reparao independente.

Se tudo isso fosse aplicado no mercado segurador brasileiro, os seguros poderiam ficar, em mdia, 30% mais baratos, privilegiando no s os atuais segurados, mas permitindo tambm que proprietrios de veculos com mais de dez anos passassem a se valer desse recurso para proteger seu bem.

Atualmente, apenas 30% da frota nacional so segurados e 95% destes tm no mximo dois anos de uso. Essa situao acontece porque o preo de uma aplice para um carro mais velho chega a custar 20% de seu valor de mercado, enquanto que, para um veculo novo, raramente passa dos 5%.

O mercado segurador brasileiro pode, e deve, se inspirar nos modelos adotados pelos Estados Unidos e pela Europa, j que isso trar ganhos para todas as partes envolvidas.

O desafio maior est em garantir a sobrevivncia do setor independente de autopeas, hoje ameaado por ao das montadoras, que querem monopolizar o segmento de reposio por meio do registro do desenho industrial das autopeas.

Se todos juntarem esforos, consumidor, cadeia independente e seguradoras, possvel sim reverter esse cenrio.

* Roberto Monteiro diretor-executivo da ANFAPE - Associao Nacional dos Fabricantes de Autopeas.

<< Voltar
  ©2009 - Anfape