- 99454 Visitas
ANFAPE
       
Home
---------------------------------------
Andamento da causa
---------------------------------------
Sala de Imprensa
---------------------------------------
Noticias
---------------------------------------
Recebe nossa Newsletter
  Nome:
 
  E-mail:
 
 
Associação Nacional dos Fabricantes de Autopeças tem como a missão incentivar o debate sobre a atuação das montadoras frente ao mercado de reposição gerando conhecimento e envolvimento de todos do segmento para a criação de propostas referencial nacional e internacional, tanto para os fabricantes como os distribuidores do mercado de reposição.
 
ANFAPE DESTACA A IMPORTÂNCIA DO MERCADO INDEPENDENTE PARA AS FROTAS ANTIGAS

 

         As fabricantes independentes de autopeças atuam no mercado há mais de 40 anos, muitas com certificados e rigorosos padrões de qualidade. Suas peças são conhecidas como Similares e possuem a devida identificação de procedência, ou seja, a própria marca, a devida garantia.

         Essas empresas são responsáveis pela manutenção de grande parte de frota de veículos do país. “Tendo em vista que o carro é um bem e não algo descartável, é importante que os consumidores encontrem as peças que precisam na hora do conserto e não fiquem reféns das concessionárias e das montadoras, que mal conseguem abastecer o setor de carros novos”, explica Roberto Monteiro, diretor executivo da Anfape – Associação Nacional dos Fabricantes de Autopeças.

         Um estudo empírico comprova que quanto mais antigo é o veículo, maior é a participação de mercado das independentes. “Nos carros com 5 a 10 anos de uso a participação chega a 30% e de 10 a 15 anos esse índice sobe para 50%”, destaca Monteiro.

         Para os automóveis com 15 a 20 anos o valor chega a 85% e acima de 20 anos dispara para 95%. Segundo o executivo, a curva ascendente para as frotas antigas acontece porque as montadoras não estão preparadas para abastecer essa fatia de mercado.

“Para elas, o importante é produzir carros novos visando o lucro com a venda desses automóveis. Neste caso, o interesse é que os consumidores se desfaçam de seus bens em curto prazo”, completa.

         Há uma grande frota circulante de carros antigos e os proprietários desses veículos precisam contar com as independentes na hora do conserto. Apesar disso, as montadoras Fiat, Ford e Volkswagen tentam impedir a atuação dessas empresas idôneas, visando o domínio do mercado.

         Quem acaba refém dessa tentativa de abuso de poder por parte dessas montadoras são os consumidores que sofrem com o desabastecimento de peças. A crise só não é pior graças às independentes e há cada vez mais novos casos gravíssimos de carros parados nas oficinas, ou concessionárias, pela falta de peças.

 

         Sobre a Anfape – www.anfape.org.br

A Anfape – Associação Nacional dos Fabricantes de Autopeças surgiu com o intuito de representar e fortalecer o setor de reposição independente de autopeças no Brasil. Desde a sua constituição, em 2007. A entidade tem buscado reverter às ações de algumas grandes montadoras de automóveis que se valem do expediente de registrar os componentes visuais de seus veículos (capôs, para-lamas, para-choques, faróis, retrovisores etc.) como desenhos industriais com o propósito de inibir a atuação dos independentes no segmento de reposição, o que se dá por meio da proibição da produção e da comercialização das peças.

No início de 2007, a Anfape formulou uma representação junto ao Conselho Administrativo de Defesa da Concorrência – CADE denunciando a conduta das montadoras FIAT, FORD e Volkswagen. Tal iniciativa teve como objetivo assegurar às empresas do mercado independente de autopeças o direito de produzirem e comercializarem itens visuais dos veículos. A Associação considera que as montadoras utilizam seus registros de desenhos industriais de peças automotivas de forma abusiva, o que configura conduta contrária à ordem econômica brasileira.

<< Voltar
  ©2009 - Anfape