- 76996 Visitas
ANFAPE
       
Home
---------------------------------------
Andamento da causa
---------------------------------------
Sala de Imprensa
---------------------------------------
Noticias
---------------------------------------
Recebe nossa Newsletter
  Nome:
 
  E-mail:
 
 
Associação Nacional dos Fabricantes de Autopeças tem como a missão incentivar o debate sobre a atuação das montadoras frente ao mercado de reposição gerando conhecimento e envolvimento de todos do segmento para a criação de propostas referencial nacional e internacional, tanto para os fabricantes como os distribuidores do mercado de reposição.
 
COMO ENCONTRAR O MECÂNICO DE CONFIANÇA?

           

            Na hora do conserto do carro é fundamental contar com um reparador confiável, que faça um serviço de qualidade e indique as melhores opções de peças a serem usadas. A ANFAPE – Associação Nacional dos Fabricantes de Autopeças – destaca características imprescindíveis para o consumidor neste momento.

            “É preciso prestar atenção no estado geral da oficina, na limpeza, conversar com colegas que já utilizaram o serviço do local e considerar boas indicações de profissionais”, diz Roberto Monteiro, diretor-executivo da Associação.

            Monteiro explica que o ideal é que o mecânico devolva a peça que foi retirada do veículo e apresente a que será usada no reparo. “Dessa forma, o consumidor terá certeza da procedência da nova peça e não se surpreenderá em eventuais circunstâncias desagradáveis”, afirma.

            Outro detalhe importante é solicitar para o reparador um orçamento dividido entre mão de obra e peças. Além disso, vale a pena solicitar o valor do serviço com a utilização de peças originais e também com as peças similares, aquelas de marca própria, disponibilizadas pelo mercado independente.

            “Um bom profissional deve oferecer as melhores opções e certamente com a utilização de peças similares o orçamento será mais acessível”, enfatiza Monteiro.

            Para não entrar em enrascadas na aquisição de uma peça desqualificada, que coloque em risco o bem-estar do consumidor e de toda sua família, é preciso conhecer as diferenças dos itens.

As peças originais, importadas ou nacionais, são produzidas pelos mesmos fornecedores das montadoras e encontradas nas concessionárias. “As similares são reconhecidas no mercado em que atuam, possuem a devida identificação, ou seja, a própria marca e garantia. São produzidas por empresas independentes, que possuem certificados e rigorosos padrões de qualidade e são encontradas nos varejos independentes, ou seja, nas lojas de autopeças”, pontua Monteiro.

 

            Sobre a Anfape – www.anfape.org.br

A Anfape – Associação Nacional dos Fabricantes de Autopeças surgiu com o intuito de representar e fortalecer o setor de reposição independente de autopeças no Brasil. Desde a sua constituição, em 2007. A entidade tem buscado reverter às ações de algumas grandes montadoras de automóveis que se valem do expediente de registrar os componentes visuais de seus veículos (capôs, para-lamas, para-choques, faróis, retrovisores etc.) como desenhos industriais com o propósito de inibir a atuação dos independentes no segmento de reposição, o que se dá por meio da proibição da produção e da comercialização das peças.

No início de 2007, a Anfape formulou uma representação junto ao Conselho Administrativo de Defesa da Concorrência – CADE denunciando a conduta das montadoras FIAT, FORD e Volkswagen. Tal iniciativa teve como objetivo assegurar às empresas do mercado independente de autopeças o direito de produzirem e comercializarem itens visuais dos veículos. A Associação considera que as montadoras utilizam seus registros de desenhos industriais de peças automotivas de forma abusiva, o que configura conduta contrária à ordem econômica brasileira.

 

Siga a Anfape:

https://twitter.com/#!/AnfapeBrasil

 http://www.facebook.com/home.php#!/pages/ANFAPE

<< Voltar
  ©2009 - Anfape